Artigos

Crítica | Parasita, ganhador do Palma de Ouro se mostra um dos filmes do ano

Com tanto conteúdo sendo lançado em tantas plataformas, tem sido difícil encontrar algo que chame a atenção. Mas ainda assim, em determinadas temporadas somos agraciados com uma série de filmes que ainda conseguem surpreender, e Parasita, filme do sul-coreano  Bong Joon-ho, também responsável por “Snowpiercer” e “Okja”, é  um deles.

A princípio o filme se apresenta como uma sátira, acompanhando uma família de farsantes pobre que mora no porão de um estabelecimento e que está disposta a fazer de tudo para sair daquele ambiente.  A família é composta pelo pai  Ki-taek (Kang-ho Song), um homem que já não aparenta muita esperança. Sua esposa Chung-sook (Hye-jin Jang), sua cínica e inteligente filha Ki-jung (So-dam Park), e seu irmão Kim Ki-woo (Choi Woo-sik), um jovem esperto e inteligente que se depara com uma oportunidade única de ser tutor de uma jovem de uma família rica, é neste momento que a sorte sorri e eles encontram a possibilidade de ganhar dinheiro com isso.

O que se apresenta com tom cômico no primeiro ato logo mostra a profundidade e sagacidade de Bong e Han Jin-won, quando as coisas tomam um rumo inesperado, crítico e muito sombrio, com um final extremamente trágico. É nesse momento que fica gritante a crítica implícita e mostra como um filme é capaz de visualmente traduzir estratificação social sem apelar para didatismo.

O longa consegue entreter do começo ao fim, mesmo que seu tom mude drasticamente da metade para o final. Visualmente é incrível perceber como Kyung-pyo Hong consegue usar o espaço e a composição para mostrar as diferenças sociais entre os dois grupos familiares. A narrativa inteligente e bem construída não se importa em ficar explicando nada e tem um ritmo rápido, fazendo com que os seus 132 minutos passem voando.

Não é de se surpreender que a obra recebeu o prêmio Palma de Ouro durante o Festival de Cannes. O longa estreia dia 7 de novembro de 2019.

  • Direção
  • Roteiro
  • Elenco
  • Fotografia
  • Trilha Sonora
5

Summary

Com uma história bem construída, uma grande reviravolta e uma abordagem crítica, Parasita faz por merecer seu Palma de Ouro conquistado durante o Festival de Cannes.

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Apenas uma garota que ama filmes, séries e livros. Veja mais conteúdos sobre filmes e séries no Canal Daniele Freitas e no Blog: Pipoca Pensadora.
Deixe seu comentário

Leia também