Artigos

Crítica: Policial e drama, River é uma joia rara escondida na Netflix

Clima frio, sotaque inglês maravilhoso, história bem feita, curta e um ator que dispensa qualquer elogio, essa é a série britânica River, criada pela Abi Morgan e protagonizada por Stellan Skarsgård, pai de Alexander Skarsgård (vencedor do Emmy por Big Little Lies), Gustaf Skarsgård (Floki de Vikings) e Bill Skarsgård (It, do filme It a Coisa). É bom salientar que mesmo contendo o selo Original Netflix, ela é apenas distribuída pela plataforma, pois é produzida originalmente pela BBC One.

River é uma minissérie de 6 episódios que conta a história de John River, um detetive prestes a se aposentar que perdeu sua amada parceira em um assassinado inesperado e brutal. Além do crime, dos seus problemas na polícia com seus superiores, River “consegue” enxergar pessoas mortas, alá O Sexto Sentido, causando um estresse mental gigantesco, que vai muito além de apenar ver e ouvir almas. Dentre estas visões, está Stevie (Nicola Walker), sua parceira assassinada.

river stevie netflix

De cara posso afirmar que River tem atuações memoráveis. Como é bom assistir à uma obra de fora dos Estados Unidos tão boa. O estilo muda, a forma de lidar com problemas muda e até a língua, que é a mesma, tem outra forma de ser falada. Skarsgård, Nicola Walker e Adeel Akhtar, que interpreta o parceiro Ira King, são com certeza os grandes destaques. A química entre Skarsgård e os outros dois é nítido, principalmente com Nicola, onde um clima que vai além da amizade sempre está presente, mesmo que morta.

A fotografia da série é fria, com tons escuros, que representam uma Londres chuvosa e triste. Ela acompanha sem destoar em nenhum momento da história e, para quem curte, assim como eu, um clima chuvoso, é quase um personagem a mais. Apesar dessa nossa sociedade preconceituosa em diversos âmbitos, a série tem personagens de várias etnias diferentes e que podem retratar muito bem essa realidade dentro da história, e esse é mais um fator positivo de River.

Sua trilha sonora também é muito interessante, apesar de não ganhar um destaque maior durante a trama. Como amante de trilhas sonoras, senti falta dela compondo momentos mais fortes, de forma mais forte. Porém, ela é bastante eficiente e cumpre seu papel de forma digna.

Já o roteiro é o maior dos destaques. Como já falei, as atuações de River chamam muito a atenção. São todos muito bons! E isso, alinhado a uma história amarrada e de premissa interessante, é um prato cheio para os fãs de série mais exigentes. Ela não é feita para qualquer um. É por muitas vezes lenta, onde o silêncio ganha protagonismo e apenas os olhares respondem aos diálogos. Caso você seja fã de séries policiais mais frenéticas, talvez não seja tão interessante assistir, mas recomendo a todos, sem exceção, que vejam pelo menos seu primeiro episódio.

River tem a capacidade de conquistar aos fãs de suspense, de série policial e de drama logo no seu primeiro episódio com um começo extremamente intrigante. Sabendo que são apenas 6 no total, se torna quase uma maratona obrigatória no seu tempo livre!

RIVER
  • Direção
  • Roteiro
  • Elenco
  • Fotografia
  • Trilha Sonora
4.6

Resumo

Drama policial inglês da melhor qualidade. Com apenas 6 episódios, todos disponíveis na Netflix, River se torna uma série obrigatória na sua agenda de maratonas.

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Deixe seu comentário

Leia também