Está circulando pelas nas redes sociais uma imagem de uma HQ da Marvel, onde dois personagens estão se beijando.

A HQ em questão é Vingadores – A Cruzada das Crianças, que foi lançado originalmente nos Estados Unidos em 2010 e saiu aqui no Brasil em 2012 pela Editora Panini, e agora, foi republicado em formato encadernado de capa dura pela Salvat.

A HQ mostra as aventuras de personagens como Jovens Vingadores, X-Men, X-Factor, Vingadores, Doutor Destino e Magneto por exemplo. Nos Jovens Vingadores há dois heróis homossexuais, o Wiccan, filho da Feiticeira Escarlate e Hulkling, filho do Capitão Marvel original.

Durante a Bienal do Livro do Rio de Janeiro, a revista foi encontrada a venda e algumas pessoas se indignaram com a parte dos dois heróis se beijando. Porém, o assunto tomou outras proporções quando no dia 05 de setembro, Marcelo Crivella, Prefeito do Rio de Janeiro, que é um notório religioso, postou um vídeo nas suas redes sociais falando o seguinte:

“A Prefeitura do Rio de Janeiro determinou que os organizadores da Bienal do Livro recolhessem esse livro que você está vendo aí [Vingadores – A Cruzada das Crianças], que já foi inclusive denunciado na internet e que traz conteúdo sexual para menores. Livros assim precisam estar embalados em plástico preto, lacrado e do lado de fora avisando o conteúdo. Portanto, a Prefeitura do Rio de Janeiro está protegendo os menores da nossa cidade.”

Um detalhe é que tais publicações não são destinadas para crianças, mas sim para um público infanto-juvenil ou mais velho do que isso. Em todas as HQ’s há uma classificação indicativa.

A Marvel utiliza a seguinte tabela de classificação:
All Ages – Material aconselhável para todas as idade.
T – Material recomendado para a maioria dos públicos, mas talvez os pais devam conferir a HQ antes de dar para os filhos.
T+ – Material destinado para jovens de 13 anos ou mais.
Parental Advisory – Material destinado para jovens de 15 anos ou mais. Se diferencia do T+ por abordar assuntos mais maduros.
Explicit Content – Material destinado para maiores de 18 anos, podendo conter nudez e/ou violência explícita.

Portanto, há uma classificação indicativa de idade. De toda forma, essa ação do Prefeito do RJ é um ato de censura, o que não deveria acontecer.

A Bienal do Rio divulgou uma nota sobre o caso informando que não retirará os livros de circulação. Confira abaixo:

“A Bienal Internacional do Livro Rio, consagrada como o maior evento literário do país, dá voz a todos os públicos, sem distinção, como uma democracia deve ser. Este é um festival plural, onde todos são bem-vindos e estão representados. Inclusive, no próximo fim de semana, a Bienal do Livro terá três painéis para debater a literatura Trans e LGBTQA+.

A direção do festival entende que, caso um visitante adquira uma obra que não o agrade, ele tem todo o direito de solicitar a troca do produto, como prevê o Código de Defesa do Consumidor.”

DEIXE SEU COMENTÁRIO! ❤

Deixe uma resposta