facebook
edward elric full metal alchemist análise

Full Metal Alchemist | Edward Elric, um pequeno gigante

Atenção: contém muitos SPOILERS. Se não quiser saber nada antes de assistir, CORRA!

Full Metal Alchemist, criado pela Hiromu Arakawa, é um dos melhores animes/mangás de todos os tempos. Na verdade, ele tem a maior nota de anime até hoje com incríveis 9,1 no IMDb. Antes de explicar sobre ele é bom pontuar duas coisas: existem dois animes de FMA, o primeiro de 2003 e o segundo, Brotherhood, de 2009. A diferença é simples. O primeiro só tem a metade do anime baseado no mangá original, já o segundo é completamente baseado no mangá. Se for pra escolher, veja Full Metal Alchemist Brotherhood. O segundo ponto é que ambos estão disponíveis na Netflix com todos os episódios, inclusive o filme em live action.

Sobre o anime: Depois de perderem sua mãe, Alphonse e Edward Elric tentam trazê-la de volta usando uma técnica de alquimia proibida. Contudo, o princípio básico da alquimia é a ‘troca equivalente’, e tentar ressucitar alguém custa muito alto. Ed perde sua perna, e Al perde seu corpo. Ed consegue selar a alma de Al dentro de uma grande armadura metálica, dando em troca seu braço. Anos depois, Ed (com dois membros de metal) e Al (ainda preso na armadura) deixam a sua cidade natal. Ed, que possui um talento nato para a alquimia, se torna um alquimista com certificado nacional, e logo passa a ser chamado de ‘full metal alchemist’. Mas o verdadeiro objetivo dos irmãos é encontrar a pedra filosofal, na esperança de recuperarem os seus corpos originais. Logo eles descobrem que essa mística pedra, que pode nem existir, é visada não só por eles, mas como muitas outras pessoas também.

Agora vamos entrar no assunto principal: o protagonista disso tudo, Edward Elric. Ed é um jovem de 15, 16 anos, baixinho – e odeia que falem isso pra ele – que tem um título de Alquimista Federal apesar de sua pouca idade. Ele pode usar a alquimia apenas com as mãos, sem precisar do círculo de transmutação, algo raríssimo de se acontecer entre os alquimistas. Um verdadeiro dom.

Ele tem uma personalidade forte, é briguento e ao mesmo tempo amoroso. Leva a vida com apenas um objetivo: recuperar o corpo do irmão. Com a morte da sua mãe, Trisha Elric, ele tenta, juntamente com o irmão Alphonse Elric, trazê-la de volta a vida com a proibida transmutação humana. Com essa tentativa, ele perdeu uma perna e um braço, coisa que o mesmo considera insignificante, pois seu irmão perdeu todo o corpo, corpo esse hospedado em uma armadura de ferro. Após esse acontecimento, Ed se torna uma pessoa mais fria e calculista.

edward elric alphonse elric full metal alchemist

”Não se pode aprender nada de uma lição que não venha acompanhada da dor, já que não se pode conseguir nada sem um sacrifício. Mas quando se aguenta essa dor e a supera, as pessoas conseguem um coração que não perde para nada. Sim, um coração como o aço.” 

Essa frase mostra claramente uma pessoa que já passou por tudo na vida. Perdeu a mãe, o pai é ausente e se arrepende amargamente da tentativa de transmutação humana, pois seu amado irmão perdeu tudo o que tinha, lhe restando apenas a alma e uma armadura. Esse fardo faz com que Edward tenha um foco que ultrapasse até mesmo os níveis de dor. Tem uma cena em FMA (o primeiro) que Pinako Rockbell se diz impressionada com a forma que Edward reage ao colocar o automail, componentes artificiais com a finalidade de suprir necessidades e funções de indivíduos que passaram amputações: Não sei como você consegue colocar o automail sem ao menos gritar e chorar, afinal, até adultos choram ao colocá-lo”. Para isso, Ed responde “dor nenhuma é maior que a dor do meu irmão, por isso não é digna de choro algum”.

Depois de ouvi-la, ainda na minha adolescência, comecei a repensar em muitas coisas. O que realmente vale um choro? O que vale seu sacrifício? Essa é a melhor parte do entretenimento. Aprender se divertindo é bom demais!

edward elric alphonse elric crianças

Seu irmão

Ed, por ser mais velho, se cobra muito por natureza, porém, depois de ter sido responsável direto pelo que aconteceu com Alphonse, ele se cobra muito, mas muito mais. É como se ele fosse um pai, uma mãe e um irmão fundidos em um menino de 16 anos; uma criança. Com a responsabilidade, ele adquiriu muita maturidade e, por isso, seu irmão mais novo confia cegamente nele, e isso aumenta ainda mais a responsabilidade do irmão mais velho.

Outra cena maravilhosa de FMA, agora em FMA Brotherhood, é quando o Ed está no seu portão, logo a frente do portão do Al e, surpreendentemente, o corpo do mesmo está lá em frente. Ele olha e não acredita. Sem pensar muito, corre atrás dele. Logo depois Ed é puxado pelo seu portão, não aguenta e aparentemente sede para as mãos que o puxam de volta. Passa alguns segundos e você ouve um barulho. Ed com muita força de vontade dá um soco nele para abri-lo e diz: “Alphonse! Alphonse! Me espere, eu virei te buscar!”

O que isso quer dizer? Que seu objetivo passou na sua frente e ele foi incapaz de conseguir completa-lo naquele momento, mas que promete pra si mesmo que voltará lá um dia independente de qualquer dificuldade que ele venha a ter. Um personagem formidável, com uma história de vida sensacional e que nos ensinou muito.

Além de tudo isso ele é um gênio da alquimia. Como já falei, Ed consegue fazer o que pouquíssimos fazem, que é o uso da alquimia sem o Círculo de Transmutação. Isso o torna um dos personagens mais fortes do anime, como um bom protagonista deve ser. Forte em todos os sentidos.

Ele também é apaixonado pela Winry Rockbell, sua amiga de infância e futura esposa. Sempre demonstrou um apreço muito grande por ela, mas nunca como um casal. Disse para ela que “quando ela chorar novamente, será de alegria” e honrou sua palavra.

Resumindo, Ed é um personagem de extremo caráter, força de vontade e muito amoroso. Por outro lado, é briguento, cabeça dura e por muitas vezes coloca sua vida em cheque pelas outras pessoas, o que pode ser visto como algo bom, mas se torna preocupante em diversos momento, pois ele é amado e todos querem o ver bem e vivo. Edward, apesar de baixo, é um verdadeiro gigante na vida!
DEIXE SEU COMENTÁRIO! ❤
Tags:
0 shares
Publicitário, designer, amante de séries e filmes, voluntário do TEDxJoãoPessoa e criador do site Tem Alguém Assistindo?, especializado em séries e filmes.
  1. Pingback: Alta tecnologia e baixa qualidade de vida: conheça o distópico universo Cyberpunk - Tudo sobre Netflix ❤

Deixe uma resposta