Curiosidades

Conheça o elenco de Cidade Invisível, série brasileira que está fazendo sucesso na Netflix

Cidade Invisível, nova série original brasileira da Netflix, estreou há poucos dias e está agradando bastante os assinantes.

Com sete episódios, a história acompanha os esforços de um fiscal ambiental (Marco Pigossi) para descobrir os reais motivos da morte de sua esposa – que parecem estar ligados diretamente ao surgimento do boto-cor-de-rosa na praia. Correndo contra o tempo para salvar sua família, ele acaba se deparando com seres mitológicos do folclore brasileiro durante a investigação.

Então, se você assistiu a primeira temporada de Cidade Invisível e se apaixonou pelos personagens e quer conhecer mais a fundo, nós do Tem Alguém Assistindo? preparamos um guia do elenco e personagens da série para vocês, confira abaixo detalhadamente o elenco principal que deu vida à nova série da Netflix.

Marco Pigossi

Marco Pigossi começou sua carreira aos 13 anos através do teatro, fazendo um aula por curiosidade, onde se encantou pela atuação, se formando aos 17 anos. Em 2004, foi para a Rede Globo, fez parte do elenco da minissérie Um Só Coração.  Em 2007, participou de Eterna Magia, e a minisérie Queridos Amigos. Em 2009, fez o seu personagem de maior sucesso, em Caras & Bocas, interpretando o personagem homossexual Cássio, que utilizava os dois Bordões Choquei! e Estou rosa-chiclete.

Alessandra Negrini

A estreia de Alessandra Negrini na TV se deu 1993 na telenovela Olho no Olho, de Antônio Calmon, e no ano seguinte, participou do elenco de Cara e Coroa, do mesmo autor, ambas como coadjuvante. Em 2002, Negrini colheu muitos elogios pela interpretação de sua segunda vilã: a insana e sexy Selma Dumont, da novela Desejos de Mulher, tornando-se uma das personagens de maior apelo junto aos telespectadores e protagonizando as melhores cenas. Em 2003, participou de alguns episódios da série infantil Sítio do Picapau Amarelo.

Em 2018, Alessandra retornou à televisão interpretando a dissimulada e ardilosa Susana Adonato, uma vilã muito divertida na novela Orgulho e Paixão.

Julia Konrad

Natural de Recife, Pernambuco, Julia Konrad mudou-se na infância para Buenos Aires, Argentina, com sua família, onde viveram dez anos. Depois, foi para Nova Iorque estudar artes cênicas, onde viveu durante três anos, formando-se em teatro musical pela American Musical and Dramatic Academy no ano de 2012. Durante sua estadia nos Estados Unidos, participou do longa-metragem independente Allure (2014), do premiado diretor sérvio Vladan Nikolic, como a determinada Marta. Com estreia no Black Nights Film Festival 2014 em Tallinn, na Estônia, o filme foi nominado ao prêmio de “Melhor Filme Norte Americano”.

Voltando ao Brasil no final de 2013, Julia faz sua estreia na televisão brasileira como a cantora Janaína, de Geração Brasil, da Globo. Depois de uma participação como a modelo Valentina na novela Sete Vidas. Em 2018 tem sua estreia no cinema brasileiro com o filme Paraíso Perdido. No mesmo ano, entra para a terceira temporada de 1 Contra Todos. Em 2019 vive a médium Ruth-Céline Japhet no filme Kardec e logo depois entra para o elenco da novela O Sétimo Guardião, da Rede Globo.

Fábio Lago

Fábio de Souza Lago ganhou notoriedade nacional ao interpretar o traficante Baiano no filme Tropa de Elite (2007) e o cômico Fabiano na novela Caras & Bocas (2009), exibida pela TV Globo.

Aos 16 anos, iniciou aulas de teatro, com o professor e diretor Pedro Mattos. Depois ingressou na Chocolate e Cia, grupo de Lamartini Ferreira, considerado um dos melhores grupos da região e assinou seu próprio projeto, junto à Fundação Cultural de Ilhéus, em 1992. Antes disso, porém, Fábio, menino pobre, vendia sanduíche natural e salada de fruta na praia para ganhar a própria vida. Mas seu projeto cultural foi bem aceito e ele foi para Salvador, tornando-se tornou referência estadual.

Seu primeiro projeto cultural em Salvador foi uma participação na peça: Guerra de Canudos, onde estavam 42 atores e ele pode assim tomar contato com todo o ambiente cultural da capital baiana.

Wesley Guimarães

Wesley encontrou a arte em 2006 com o trabalho voluntário realizado por Mônica Sansil, e em 2007 começou a se apresentar com o grupo TOPA em paróquias locais, onde pela primeira vez subiu em um palco de teatro. Em 2008, o jovem, que cada vez mais se entendia como ator, teve a oportunidade de viajar em prol da arte e monetizar na atividade que o contemplava e gravar seu primeiro longa chamado Trampolim do Forte, dirigido por João Rodrigo. No ano de 2012, retornou às telonas com João e Vandinha, filme de Aurélio Grimaldi. Em 2018, Tungstênio foi o terceiro filme do ator.

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Deixe seu comentário

Leia também