Curiosidades

Como Henry Cavill desenvolveu um estilo único de luta em The Witcher

Henry Cavill desenvolveu um estilo único de luta de Geralt de Rivia, o protagonista de The Witcher, a série mais assistida a história da Netflix.

A Netflix adaptou a história de Sapkowski para a telinha e nos apresentou os personagens de Geralt e Ciri, ligados entre si pelo destino. A segunda temporada terá como objetivo focar mais nas relações entre os dois personagens principais, além de apresentar novos personagens, como Vesemir – o mentor de Geralt. No entanto, as filmagens da segunda temporada foram interrompidas devido às restrições do COVID-19, mas devem continuar em setembro. A série apresenta muitos elementos dignos de uma obra de fantasia, incluindo o modo de lutar com as espadas que o fez ganhar o apelido de Carniceiro de Blaviken.

Em entrevista à Vanity FairCavill falou sobre sua ‘intensa transformação’ em Geralt. Ao discutir seu estilo de combate, o ator queria ter certeza de que seria diferente dos papéis parecidos com este feitos anteriormente. Ele também passava um tempo assistindo a vídeos das lutas que ele queria aprender, realizados pela equipe de dublês, e ensaiava no dia seguinte.

“Acho que está melhor representado na luta Blaviken no primeiro episódio, onde trabalhei [durante as filmagens] com Wolfgang Stegemann e Eastwood Action Stunts e essa equipe”, contou Cavill.

Ele queria garantir que o físico do personagem fosse representado da melhor forma possível. Mesmo com poucas falas, o ator também queria que a ação representasse quem Geralt era como pessoa, especificamente na luta contra Renfri. “Ele está na defensiva com alguns movimentos para tentar colocá-la no pé de trás, e ela não escuta, e continua pressionando o ataque. Eventualmente, você vê o ponto em que ele percebe que ela não vai parar, que ele vai morrer porque ela é rápida o suficiente. Então ele pressiona o ataque. A história de quem ele é como personagem é contada fisicamente lá”, explicou Cavill.

Quando se trata de criar uma série ou filme de fantasia em live action, é essencial que as cenas de luta corpo-a-corpo pareçam realistas. Em The Witcher, as lutas de espadas e magias são as mais predominantes, porém, a de espadas que exigem a verdadeira prática para desempenhar um bom papel.

Por conta disso, Cavill treinou exaustivamente para garantir que o personagem Geralt fosse feito com precisão, igual ao ator Tom Cruise, famoso por executar suas próprias cenas de ação sem utilizar dublês. Funcionou bem, pois a transformação de Cavill foi chocante e trouxe o personagem à vida, fazendo com que ele seja hoje, provavelmente, o personagem mais amado dentre as séries.

A segunda temporada de The Witcher, que deve retornar as gravações em alguns meses, pode demorar anos para estrear ainda. Ela é uma série extremamente complicada de gravar, com cenas complexas e cheias de ação. Paralelo a isso, temos que The Witcher precisa de uma pós-produção bastante exigente, com que os seus efeitos especiais feitos durante meses seguidos. Diferente de séries como Atypical ou Sex Education, que não exigem efeitos especiais e suas histórias são de cotidiano, The Witcher dificilmente conseguirá ter uma temporada por ano. Porém, não é impossível, visto que Game of Thrones chegou a lançar temporadas em anos seguidos e ela exigia o mesmo comprometimento – e até mais.

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Deixe seu comentário

Leia também