Curiosidades

Sucesso na Netflix, Emoji, O Filme é considerado a pior animação de todos os tempos

Lançado em 2017 nos cinemas, Emoji, O Filme chegou recentemente na Netflix e já está dando o que falar. A animação rapidamente virou um dos filmes mais assistidos da plataforma, se tornando uma febre entre os assinantes.

O filme tem as vozes de T. J. Miller, Anna Faris, James Corden, Patrick Stewart, Maya Rudolph, Steven Wright, Rob Riggle, Jennifer Coolidge, Jake T. Austin, Sofia Vergara e Christina Aguilera. Tony Leondis é o roteirista e diretor.

Trama do filme

Textopolis é a cidade onde os Emojis favoritos dos usuários de smartphones vivem e trabalham. Lá, todos eles vivem em função de um sonho: serem usados nos textos dos humanos. Todos estão acostumados a ter somente uma expressão facial – com exceção de Gene, que nasceu com um bug em seu sistema, que o permite trocar de rosto através de um filtro especial.

Determinado à se tornar um emoji normal como todos os outros, eles vai encarar uma jornada fantásticas através dos aplicativos de celular mais populares desta geração – e no meio do caminho, claro, fazer novos amigos.

Pior animação de todos os tempos

Apesar de ser amador pelo público, Emoji, O Filme é odiado pela crítica. No agregador Rotten Tomatoes, ele conta com apenas 7% de aprovação nas críticas mundiais. Já no Metacritic, sua nota é 12/100.

Quando lançado em 2017, Emoji, O Filme ganhou quatro prêmios no Framboeza de Ouro: pior roteiro, pior diretor (Tony Leondis) e pior elenco e pior filme.

Para alguns críticos, a animação é apenas uma propaganda do Facebook e do Instagram. Segundo eles filme é “uma porcaria sem necessidade de existir” e “sem coração, que só serve para ser propaganda”.

David Ehrlich, do IndieWire, deu ao filme um D, escrevendo: “Não se engane, Emoji, O Filme é muito, muito, muito ruim (estamos falando de uma peça hiperativa de propaganda corporativa, na qual Spotify salva o mundo com as vozes de Sir Patrick Stewart um cocô vivo), mas a vida real é muito difícil de competir”.

Alonso Duralde, do TheWrap, também criticou o filme, chamando-o de “um desastre sensacional, graças à falta de humor, inteligência, ideias, estilo visual, performances convincentes, um ponto de vista ou qualquer outra característica distintiva que o faria tudo menos um desperdício completo do seu tempo”.

Exagero ou não, Emoji, O Filme está bombando na Netflix. Você já assistiu?

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Deixe seu comentário

Leia também