Segundo o jornal The New York Times, Elizabeth Lederer, a promotora do caso original da nova série da Netflix Olhos que Condenam, pediu demissão do seu cargo de professora na Universidade de Columbia, na cidade de Nova York.

Isso aconteceu após a grande repercussão da série, que é a mais assistida da plataforma desde seu lançamento. Os alunos da Associação de Estudantes Negros de Direito a acusaram de racismo, e esta foi a gota d’água para Lederer deixar o cargo.

Estrelada por Michael K. Williams, Vera Farmiga, John Leguizamo e Felicity Huffman, Olhos que Condenam começa em 1989, quando cinco adolescentes do Harlem foram condenados injustamente pela mídia e depois duas vezes nos tribunais pelo estupro brutal de uma atleta no Parque de Nova York. Somente em 2014, Santana, Antron McCray, Kevin Richardson, Yusef Salaam e Korey Wise tiveram seus nomes finalmente limpos.

Ava DuVernay falou a respeito da importância do filme para a sociedade:

“O jeito em que esses 5 homens negros superam essa tragédia que os acometeu na juventude realmente fala sobre como os negros do mundo real tem feito para superar suas tragédias como uma cultura e como uma comunidade”.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO! ❤

Deixe uma resposta