Notícias

Por sofrer racismo, Idris Elba desistiu de ser o novo James Bond

O mundo tá mal, a gente sabe. E uma das coisas mais absurdas e inacreditáveis que existem nessas sociedades doentes é o racismo, algo, no meu ponto de vista, que ultrapassa os limites da racionalidade.

Idris Elba, um dos maiores atores da atualidade e perfeito em filmes de ação, estava sendo bastante contato para ser o novo James Bond do cinema, pois Daniel Craig já anunciou que Bond 25, que será lançado em 13 de fevereiro de 2020, será o último do ator.

Durante uma entrevista à Vanity Fair, Elba afirmou que os comentários racistas sobre a possibilidade dele interpretar o personagem o fez desistir do papel:

“Fiquei com o coração partido quando ouvi pessoas dizendo: ‘Não é possível’. No final das contas, sabia que era por causa da cor da minha pele. E se eu aceitar e não der certo? Teria sido pela cor da minha pele? É uma posição complicada de se colocar, e eu não preciso disso”, falou.

Depois, o ator complementou que adoraria viver o personagem – em uma sociedade decente – mas que perdeu essa vontade devido ao racismo:

“O James Bond é esse personagem icônico e querido, que move a audiência para uma verdadeira jornada. Claro que se alguém me propusesse, ‘você quer ser James Bond?’, eu diria que sim. É fascinante pra mim. Mas não é um desejo. Eu não penso em ser o James Bond negro”.

Fonte: Adoro Cinema

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Deixe seu comentário

Leia também