Artigos

Entenda os motivos de Katherine Heigl ser tão odiada em Hollywood

Publicidade

Katherine Heigl, durante os anos 2000, foi uma das atrizes mais conhecidas não só de Hollywood, principalmente por conta de seus filmes de comédia romântica de muito sucesso como Ligeiramente Grávidos, mas também estrear na série Grey’s Anatomy, como uma das grandes protagonistas, interpretando Izzie Stevens.

Porém, isto mudou com o passar dos anos. De queridinha de Hollywood, a atriz passou a ser odiada pelos seus colegas de profissão.

Tudo começou em 2008, quando Heigl conseguiu duas indicações para o Globo de Ouro devido ao seu papel – aclamado na época – em Grey’s. No ano seguinte, ela seria indicada à premiação novamente, porém, quando ninguém esperava, pediu para ser desconsiderada:

“Sinto que o material que utilizei nessa temporada não é suficiente para garantir uma indicação ao Emmy. Não quero tirar a oportunidade de outras atrizes com materiais melhores”, disse ela.

Neste contexto, Heigl quis dizer que o “material utilizado” seria o roteiro da série, que foi considerado como um grande tapa na casa de Shonda Rhimes. Tempos depois, a atriz saiu de Grey’s Anatomy mesmo fazendo muito sucesso.

Outra polêmica foi justamente com Ligeiramente Grávidos, um de deus sucessos nas época. Também em 2008, em entrevista à Vanity Fair, Heigl detonou o filme de de Seth Rogen e Judd Apatow:

“O filme é meio sexista. Ele mostra as mulheres como megeras sem um pingo de humor, e os homens como caras bobões e divertidos. Os personagens eram exagerados, e eu tive grandes dificuldades. Ficava me perguntando: ‘por que eu estou interpretando essa cretina?’”, explicou a atriz.

Apesar dela estar certa nos pontos de suas críticas, a forma como foi falada foi vista como ingratidão pelas personalidades de Hollywood.

Após sua saída de Grey’s Anatomy em 2010, sua carreira foi de ladeira abaixo. Filmes como Par Perfeito (2010), Noite de Ano-Novo (2011) e Como Agarrar Meu Ex-Namorado (2011) foram detonados pelas críticas, além das bilheterias terem ficado bem abaixo da expectativa. Quando ela demonstrou interesse em voltar à Grey’s, com o suporte de vários fãs da série, Shonda mostrou que não há possibilidades para isto:

“Acho ótimo saber que agora ela está gostando da série. Ao mesmo tempo, já estamos envolvidos em uma história planejada há muito tempo. A ideia de mudar esse planejamento não é algo que estamos interessados no momento”, declarou.

Difícil de lidar

Segundo fontes ligadas ao site The Hollywood Reporter, um dos mais conceituados dos Estados Unidos, Heigl se comportava “como uma diva” nos sets de filmagens e dificultava as boas relações:

“Ela conseguia dominar sempre um dia inteiro de filmagens. Problemas com o figurino. Insistência em não deixar seu trailer. Questionamentos sobre o roteiro todo santo dia. Até contratá-la para o filme foi difícil”, disse um membro da equipe de produção do longa Juntos Pelo Acaso, lançado em 2010.

Toda esta dificuldade de relacionamento de Heigl foi comprovado pela mesma quando afirmou ter se arrependido das declarações sobre Grey’s, apesar de ainda manter sua opinião sobre o roteiro:

“Eu fiquei realmente envergonhada. Então fui até a Shonda e disse: ‘Me desculpe. O que eu fiz não foi legal. Eu não deveria ter dito isso’”, disse-me entrevista ao programa de Howard Stern em 2016.

“Eu realmente não gostei muito do meu trabalho naquela temporada. Parte de mim pensou que, como eu já havia ganhado o prêmio no ano anterior, precisava de um material mais dramático, emocional, o que não aconteceu naquela temporada”, finalizou.

Presente

Nos últimos anos, Katherine Heigl voltou a protagonizar séries como State of Affairs e Doubt, porém, foram canceladas com apenas uma temporada. Ela também fez uma participação em Suits – chegando a protagonizar as últimas temporadas da série -, mas sem muito destaque.

Em 2020 ela irá lançar seu grande projeto, a série original da Netflix Firefly Lane, baseada no romance de Kristin Hannah.

Dentre os vários filmes lançados por ela neste tempo, em 2017 tivemos Paixão Obsessiva nos cinemas. Sem sucesso desde então, o longa chegou à Netflix em 2020 e conquistou o lugar de filme mais assistido da plataforma durante vários dias seguidos.

Deixe seu comentário

Leia também