Poucos assuntos são mais atuais que os tratados em Fauda, hoje em dia. A série teve sua primeira temporada exibida em 2015 e teve os direitos comprados pela Netflix só em 2017. No mesmo ano, uma segunda temporada foi encomendada e que já estreou em 2018 na plataforma.

Fauda (palavra árabe para “Caos”) acompanha um grupo de agentes israelenses que trabalham disfarçados na Palestina a fim de encontrar um terrorista do Hamas, ao mesmo tempo em que mostra a trágica vida de uma família palestina que leva a um crescente ódio por Israel.

Rapidamente, a série se tornou sucesso não só de crítica, com média de 8,4 no IMDb, mas de público também, afinal, a Netflix está nos acostumando a assistir séries de diferentes países, como La Casa de Papel, Suburra, The Rain, e etc.

David M. Halbfinger, do The New York Times, explica o sucesso de Fauda em seu poder de fazer com que a população israelense interaja com assuntos rotineiros em suas vidas, mas que eviram ao máximo, de maneira mais simples, bastando dar o play na série.

“O que explica seu sucesso é um tipo diferente de escapismo: para os israelenses, é a chance de visitar lugares e se envolver em assuntos que normalmente evitam, para depois voltar à segurança da rotina com um toque no controle remoto.”

É lógico que a série é feita sob um ponto de vista de um cidadão de Israel. O Hamas, grupo palestino considerado terrorista pela maior parte do planeta, já se mostrou contrário à obra. Mesmo com um olhar tendencioso a uma briga histórica entre Israel e Palestina, o criador Issacharoff afirma que independente de sua naturalidade, nada justifica o terrorismo.

“Olha só, sou israelense, sou judeu e sou sionista. A minha narrativa é a de Israel. Ainda não consegui entender, depois de 18 anos, esses homens-bomba. Claro que o cara que está mandando um de seus homens para a missão não liga a mínima para o sujeito e é um ser humano desprezível. E sabe do que mais tenho certeza? De que a maioria dos palestinos, bem lá no fundo, sabe disso.”

Fauda foi bastante premiada no “Emmy israealense” em 2015.

https://www.youtube.com/watch?v=1f–f2wU-SU

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO! ❤

Deixe uma resposta