Notícias

BBB 21: Lumena milita errado sugerindo racismo estrutural ao vivo

O jogo da discórdia desta segunda-feira (08/02) colocou gasolina no fogo do parquinho do BBB 21.

Na dinâmica, brothers e sisters apontaram os influenciadores e influenciáveis da casa.

Em sua vez de jogar, Lumena usou o jogo da discórdia para levantar a questão do racismo estrutural.

A sister falou sobre sua admiração por Karol Conká e a apontou como influenciadora.

“ela é uma das maiores influenciadoras de jornadas artísticas potencializadoras e de não silenciamento. Consegue reivindicar seus lugares de fala, falar sobre suas dores, falar sobre suas questões de insegurança expor suas sombras, suas vulnerabilidades em rede nacional. Isso para mim é um ato de coragem, é um convite para mulheres negras entenderem a importância de não silenciar quando dói, quando existe insegurança, preterimento.” 

Em seguida, Lumena colocou Carla Diaz como influenciadora e disparou:

“Carla Diaz como influenciadora, e Viih, Sarah e Thaís como influenciáveis. É interessante perceber que, nessa experiência específica, como a dor de uma mulher fenotipicamente branca mobilizou toda a casa, acionando sentimentos de compaixão, de compreensão, de acolhimento, em detrimento da dor de uma mulher negra que foi criticada, alvejada, convocada inclusive ao desejo de não estar mais no programa. Me chamou a atenção que a dor de uma mulher fenotipicamente branca acionou um acolhimento e a dor de uma mulher fenotipicamente negra causou o distanciamento da casa.”

Para entender  o ponto de vista da sister, temos que lembrar que após a festa de sábado, Carla foi acusada por Karol de se insinuar para Arcrebiano, o que gerou uma briga entre a rapper e a atriz.

Lumena sugeriu racismo estrutural em comportamentos diferentes. O assunto repercutiu na Web, pois se trata de um tema muito importante e essencial, mas a Lumena colocou em uma situação que não cabe.

veja alguns comentários no twitter.

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Deixe seu comentário

Leia também