Dicas

Confira 5 motivos para assistir Atypical HOJE MESMO!

Atypical é uma das series mais legais e fofa da Netflix, a serie apresenta como o seu personagem principal o Sam Gardner, um garoto de 18 anos que vive com a sua família e também tem um pequeno problema com as meninas por conta da sua timidez. Existem muitas series, principalmente na Netflix a onde o personagem é tímido, mas, dessa vez a serie traz um personagem que tem um transtorno de espectro do autismo (TEA), e esse é o principal ponto para você já separar essa serie e colocar na lista dos seus favoritos.

atypical2

Porque assistir Atypical?

Logo na primeira temporada observamos que Sam enfrenta alguns problemas nas suas tentativas de estabelecer um relacionamento com garotas e como o transtorno afeta o seu dia a dia. Por isso, vamos te dar cinco motivos para assistir a esta serie magnifica.

1. Entendendo melhor o autismo

De acordo com a organização mundial de saúde (OMS) cerca de 1 a cada 160 crianças ao redor do mundo tem o transtorno do espectro autista. Se fizermos uma breve pesquisa no Google, vamos observar que cada TEA tem o seu jeito, ou melhor falando, tem a sua peculiaridade. Nem todos apresentam atrasos cognitivos ou dificuldade na linguagem, alguns até apresentam um nível de inteligência normal ou até a cima da média.

Embora a serie não deixe isso bem claro, Sam pode pertencer ao grupo de pessoas com transtorno de desenvolvimento generalizados, que é conhecido como autismo leve ou autismo atípico. Algumas características é não querer fazer contato visual com a pessoa, ou movimentos repetitivos (Quando em uma das cenas o vemos caminhar em círculos em torno de algum objeto). Observamos também que o Sam sempre usa fones de ouvidos, isso por que ele é sensível a ruídos.

atypical3

2. Comédia e drama na dose certa

O humor da serie não afeta o seu assunto principal que é falar sobre o TEA, mas as vezes as situações em que Sam acaba entrando por conta do seu transtorno, acabam sendo divertidas, como a sua: honestidade e também as vezes por não conseguir interpretar as intenções dos outros. A serie não tem momentos tenso, sempre trazendo o humor na hora certa. Trazendo sempre um ponto de vista divertido e emocional.

3. Sexo?

O sexo ainda é um tabu e sabemos disso, e na serie não é difente, por conta do seu transtorno a mãe do Sam (Elsa) não espera que seu filho cresça a este ponto de estar pensando na possibilidade de fazer sexo.
Porém o Sam recebe uma grande ajuda do seu amigo Zahid e sua terapeuta que desempenham um papel fundamental nessa parte da série.

4. Nem tudo é sobre o Sam

Você pode estar pensando, essa serie só gira em torno de um personagem só? Ai é que você se engana. Apesar de ser o protagonista, Sam não fica muito em cena. O que é muito bom de ver na serie é principalmente o cotidiano de como a família do Sam se adapta ao transtorno dele e também de como a Elsa em alguns episódio, percebe que está deixando de ser uma mãe extremamente protetora e vendo que Sam pode sim crescer independente.

5. Elenco maravilhoso

Uma serie dessas não poderia deixar de ter um cast perfeito, começamos pelo Keir Gilchrist como Sam, que em todo momento é impecável com a sua atuação, e destacamos também a Jennifer Jason que já é consagrada e já gravou alguns filmes como (Os Oito Odiados, Aniquilação, Glória Feita de Sangue) ela faz o papel da Elsa a mãe do San que também já pode receber o titulo da melhor mãe da Netflix.

atypical4

E você gostou das dicas? o que está esperando então para assistir Atypical? Se emocione, divirta-se e maratone essa serie maravilhosa. Lembrando que Atypical já está na sua segunda temporada na Netflix.

Confira o trailer da primeira temporada de Atypical.

E você já nos seguiu no Instagram? @temalguemassistindo e @josecezarr

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Me chamo José Cezar,  Formado em Letras, Professor de inglês, louco por seriados, fã da Marvel, Analista de series da Netflix para o Tem Alguém Assistindo. Me segue no Instagram! @josecezarr. 
Deixe seu comentário

Leia também