Curiosidades

365 Dias é considerado o pior filme da história da Netflix

365 DNI (365 Dias) é um dos maiores sucessos – inesperados – da Netflix até hoje, tendo garantido 2 continuações. Bastante comparado à 50 Tons de Cinza, o filme é ficou entre os mais assistidos da plataforma durante dias.

Em 365 Days (365 DNI, no original), Laura Biel é uma diretora de vendas que tem sua vida virada do avesso quando, em uma viagem a Sicília, Massimo Torricelli, um membro da família da máfia siciliana, a sequestra lhe dando 365 dias para se apaixonar por ele. 365 Days é um filme polonês.

Porém, este sucesso todo entre o público não aconteceu na crítica especializada. De acordo com o Rotten Tomatoes, site responsável por agrupar estas críticas e dar uma porcentagem de aprovação, 365 Dias não agradou ninguém, ficando com 0%.

A principal crítica ao filme é por romantizar temas extremamente delicados como o sequestro e o estupro. É importante notar também que, apesar do sucesso – ou seja, muitas pessoas assistindo -, apenas 29% do público aprovou o filme, também segundo o site.

A Jessica Kiang, da Variety, falou que o filme é “completamente terrível, politicamente questionável, às vezes hilário”. Já o Kevin Maher, da Times, disse que não via um roteiro ruim assim desde que ele assistiu The Room.

Lembrando que o filme foi o mais indicado ao Framboesa de Ouro de 2021, premiação dos piores filmes e atuações do ano, é como se fosse um Oscar ao contrário.

Na minha opinião, não tem como negar: 365 Dias flerta o filme todo com abuso sim e isso é bem perigoso, além da premissa em si não fazer sucesso, pois alguém sumir do mapa como uma sequestrada e ninguém conseguir a achar, e ela ainda por cima gostar no final das contas, é algo irreal.

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Deixe seu comentário

Leia também