Dicas

Jovem encontra cartas de amor do passado e tenta melhorar seu relacionamento em novo romance da Netflix

Recentemente, a Netflix anunciou que irá lançar pelo menos um filme original – e com investimento em propaganda – por semana até agosto. E dentre eles está A Última Carta de Amor, adaptação do romance de Joho Moyes, a criadora de Como Eu Era Antes de Você.

O filme será estrelado por Felicity Jones (A Teoria de Tudo e Rogue One) e Shailene Woodley (Big Little Lies, A Culpa é das Estrelas), e tem estreia marcada para dia 23 de julho na plataforma.

Abaixo vamos falar do enredo tanto do filme, quanto do livro no qual ele se baseia. Confira:

Sobre o filme

Sua história que se passa em duas épocas, e linhas do tempo, diferentes: uma onde vemos Jennifer Stirling (Woodley), uma mulher que vive nos anos 60, e tem um relacionamento com o jornalista Anthony O’Hare (Callum Turner) enquanto casada com o frio Laurence Stirling (Joe Alwyn).

E na outra, acompanhamos Ellie Haworth (Jones) que vive em Londres nos tempos atuais e encontra diversas cartas escritas por Jennifer no jornal que ela trabalha.

Sobre o Livro

No livro A Última Carta de Amor, ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando.

É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha.

Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento.

Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo toda semana. Se inscreve!
Deixe seu comentário

Leia também